Como trabalhar um jogador de futebol muito talentoso

Muitas são as promessas mas poucas são as estrelas. De facto, muitos futebolistas com grande talento acabam por se perder devido a uma má gestão da carreira. Neste artigo apontamos os aspetos fora e dentro de campo que um futebolista com talento deve seguir para se tornar, de facto, um jogador de topo e para evitar que o “estrelato” prejudique o seu profissionalismo.

Aspetos fora de campo

Em primeiro lugar, apontamos os aspetos a considerar fora do campo, ou seja, relacionados com a vida privada do atleta.

1. Cultivar a humildade como base de aprendizagem permanente

O jovem profissional deve seguir as regras básicas de um estilo de vida saudável: manter uma alimentação equilibrada, se possível com o apoio de um nutricionista, horário correto no que respeita ao sono, abstenção de bebidas alcoólicas e tabaco, etc.

2. Gerir corretamente a imagem

Estabelecendo boas relações com os adeptos e comunicação social mas sem cair no culto da imagem em si mesma, o que pode degenerar em prejuízo para a atividade profissional.

3. Gerir corretamente a relação com dirigentes e empresários do futebol

O futuro profissional de qualquer atleta passa muitas vezes pela facilidade com que estabelece contactos com estes agentes desportivos, responsáveis pelas grandes transferências.

4. Gerir corretamente o aspeto financeiro

Providenciar o futuro e não correr riscos no que respeita à gestão dos vencimentos. Esta questão é fundamental pois estamos a falar de jovens que, de um momento para o outro, se veem perante ordenados exorbitantes, que podem causar efeitos pouco benéficos na sua estrutura mental.

5. Procurar sempre os melhores apoios

Um jogador de topo deve procurar ser acompanhado pelos melhores gestores de careira, ou empresários, como por vezes são designados. Isso permitirá ao atleta desligar-se de preocupações contratuais e focalizar-se apenas no trabalho. Outros profissionais podem ser muito importantes como apoio de uma jovem estrela: psicólogo, nutricionista, gestor de imagem, gestor financeiro, preparador físico, etc.
Em grande parte, cabe aos clubes apoiar estes atletas fornecendo-lhes estes apoios. Os melhores clubes do mundo são aqueles que oferecem as melhores condições a estes jogadores. No entanto, nada será possível se o atleta não mantiver um espírito aberto à necessidade de aprender continuamente e nunca se adaptar ao estrelato, caindo na inércia e na falta de motivação.

Aspetos dentro de campo

Ao nível do futebol propriamente dito, dentro do campo, os aspetos a considerar para que o jovem se afirme como atleta de topo são muito variados, como por exemplo:

1. Nunca deixar de aprender

Por mais aprimorada que seja a técnica, o jogador pode e deve evoluir sempre; deve manter a mente aberta a todos os ensinamentos que os técnicos e colegas mais experientes lhe possam propiciar. Pode e deve estudar os diferentes movimentos táticos a praticar no campo e as opções ao nível dos gestos técnicos a aplicar durante uma partida de futebol.

2. Manter sempre a forma física

Os jogadores mais talentosos do mundo, como Ronaldo e Messi, são dos que mais horas diárias dedicam ao treino físico. No dia em que um desses atletas achar que não precisa de treinar e que já evoluiu tudo, nesse dia ele deixará de ser a estrela que é.

3. Jogar sempre em função da equipa

Nunca ceder às tentações do jogo individual e da exibição dos dotes individuais. Os grandes jogadores são jogadores de equipa; o futebol é um jogo coletivo e o individualismo é, em regra, inimigo do sucesso.

A sua votação: 
0
Sem votos